As melhores postagens

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Primeiros Socorros - Queimaduras

Queimaduras ocorrem quando os animais se aproximam de superfícies quentes, velas, chamas acesas, contato com água, óleo ou líquidos quentes e até mesmo por contato com produtos químicos.

Normalmente, após a queimadura, o animal estará assustado, portanto ao se aproximar-se dele, vá com cautela e evite fazê-lo se sentir encurralado. Cães podem vir a morder o dono em situações de desespero ou de dor, portanto o uso de uma mordaça ou focinheira poderá ser útil para que ele permita ser manuseado.

Pegue o animal, evitando encostar  no local machucado e avalie o grau da queimadura.

Assim como os humanos, animais podem apresentar queimaduras de primeiro, segundo e terceiro grau.

Como identificar uma queimadura

Devido a pelagem do animal, muitas vezes não é tão fácil identificar uma queimadura de primeiro ou segundo grau.


Queimaduras de primeiro grau não são graves e apresentam os pelos chamuscados e levemente queimados e a pele por de baixo um pouco avermelhada.

Já nos casos de segundo grau, a pele queimada fica bem mais exposta, aparecendo lesões dolorosas mais escuras e possíveis bolhas.

Os casos de queimaduras de terceiro grau são os mais graves. O local queimado apresenta-se totalmente sem pelo, ou com facilidade para serem arrancados, lesões pretas ou brancas, bolhas e o animal pode estar em estado de choque (gengivas e mucosas pálidas e batimento cardíaco acelerado).

Como tratar a queimadura

Para queimaduras de primeiro e segundo grau, jogue água fria com abundância para tirar o calor da pele e evitar que as camadas internas continuem queimando. Gatos tendem a ter medo de água, portanto nesse caso jogue devagar com a ajuda de um copo. não esfregue nem passe a mão no local, apenas deixe cair bastante água. Nunca utilize algodão ou tecidos com fiapo no local. Utilize gaze ou pano limpo para secar ao redor, sem encostar na queimadura e leve o animal ao veterinário. Nunca passe manteiga, nem pasta de dente ou pomadas. O veterinário indicará o melhor tratamento para a queimadura. Para evitar que o animal lamba o local, providencie um colar elizabetano ou faça um curativo no local, evitando que o curativo encoste na pele queimada. O objetivo é proteger das lambidas, não cobrir o local.

Já queimaduras de terceiro grau, exigem mais cuidados. Possivelmente neste caso, maior área do corpo do animal estará machucada e com dor, então procure mantê-lo calmo, falando tranquilamente enquanto você faz o mesmo processo citado acima de jogar água cuidadosamente nos locais queimados. Junto com a água, você ainda pode fazer compressas de gelo, cuidando para que o gelo não entre em contato diretamente com a pele pois pode queimá-la ainda mais. Feito isso, leve-o ao veterinário.


Se o animal estiver com frio, mantenha-o aquecido até chegar no veterinário.

Em casos de queimaduras com produtos químicos, lave o animal com água e sabão repetidas vezes para evitar que o produto continue agindo sobre a pele e evitar que ele ingira o produto, vindo a ficar intoxicado.

Em todos os casos, mesmo os menos graves, o animal deve ser levado ao veterinário. Muitas queimaduras deixam o animal com perda permanente dos pelos nos locais, neste caso, você precisará ter cuidados ainda maiores com a exposição da pele ao sol e aquecimento durante o frio.


#clickpata





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta postagem. Todos os comentários serão moderados. Comentários preconceituosos, ou de teor comercial não serão permitidos.

Postar um comentário